Seguidores

quinta-feira, 2 de agosto de 2012

AS BEM-AVENTURANÇAS DO CATEQUISTA III



Bem-aventurado o catequista que vive enamorado de Cristo e confia nEle, certo de que não será desiludido.
Que a cada manhã diz “Pai Nosso”, levando em seu coração pessoas de todas as idades: crianças, jovens, adultos e idosos.
Que mantém seu ideal e utopia pelo Reino e não perde tempo em coisas secundárias.
Que reconhece e aceita suas limitações e fraquezas, porque Deus se compraz nos humildes.
Que não se orgulha de seus êxitos e reconhece que é o Espírito que faz tudo em todos.
Que não pode viver sem a oração e sem saborear as riquezas da Palavra de Deus, porque isso dá sentido à sua vida.
Que sempre tem um tempo para contemplar a Deus, aos homens e ao mundo.
Que, vendo suas forças gastas, não perde o dinamismo de sua juventude e sabe aceitar cada etapa de sua vida, porque Deus aceita sua oferenda e o plenifica.
Que ao se prontificar para servir o Senhor, o faz com dedicação, responsabilidade e zelo.
Que tem Maria por Mãe e modelo de mulher evangelizadora, porque é Ela que faz com que o catequista seja o primeiro evangelizado e anuncie com ardor a Boa-Nova do seu amado Filho Jesus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"Que a estrada se abra à sua frente,
Que o vento sopre levemente em suas costas,
Que o sol brilhe morno e suave em sua face,
Que a chuva caia de mansinho em seus campos,
E, até que nos encontremos, de novo...
Que Deus lhe guarde nas palmas de suas mãos!"

OBRIGADA POR DEIXAR SEU COMENTÁRIO!