Seguidores

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

SEMENTES DE VERDADES

Não há luz que não espante a treva

Não há sorriso que não ilumine um semblante

Não há riso que não sane o mau humor

Não há amor que não desfaça o ódio

Não há perdão que não traga a cura

Não há humildade que não rebaixe o orgulho

Não há simplicidade que não enrugue a vaidade

Não há beleza interior que não nuble a beleza externa

Não há tolerância que não vença a ignorância

Não há persistência que não atinja um objetivo

Não há calma que não inferiorize a ira

Não há paciência que não dissolva a ansiedade

Não há coragem que não dissolva o medo

Não há serenidade que não desarme a agressão

Não há desprendimento que não ridicularize a avareza

Não há ambição bem dosada que não humilhe a ganância

Não há fé que não vença a rebeldia

Não há rendição que não cesse a guerra

Não há silêncio que não quebre a exaltação

Não há compreensão que não incomode o erro

Não há verdade que não derrube a mentira.

Há olhos que observam os meus atos e também os teus: não há atos que não sejam vistos

nem há pensamentos que não cheguem a Deus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"Que a estrada se abra à sua frente,
Que o vento sopre levemente em suas costas,
Que o sol brilhe morno e suave em sua face,
Que a chuva caia de mansinho em seus campos,
E, até que nos encontremos, de novo...
Que Deus lhe guarde nas palmas de suas mãos!"

OBRIGADA POR DEIXAR SEU COMENTÁRIO!